Top

Ganhe dinheiro com Curso Online Sem Ter O Que Ensinar!

Para ter um curso online e ganhar dinheiro com isso, é preciso saber ensinar alguma coisa?

Olha, é surpreendente. Mas a resposta é NÃO.

Você não precisa ser professor, ser especialista ou ter mestrado ou doutorado para ganhar dinheiro com cursos online.

Antes que você, professor, me xingue, saiba que não estou estimulando pessoas incapacitadas a criarem cursos online.

O que estou dizendo é que existem outras formas de se ganhar dinheiro com cursos online que vão além da criação de aulas.

Vou explicar e você vai entender, olha só.

Digamos que você não saiba nada sobre tocar violão. Mas conhece um amigo especialista em tocar violão, que ministra aulas presenciais, é muito bom professor, mas anda cansado pela rotina massacrante e pelo baixo retorno financeiro.

Sabendo disso, o que você faz?

Chega pra ele e diz…  

“Caro amigo violeiro, por que você não leva esse curso para o online ao invés de ficar repetindo a mesma aula todos os dias pra 5, 10 pessoas? Vamos levar seu curso para o Brasil inteiro, onde você vai ter o trabalho de ministrar uma aula uma única vez e vai vender o seu curso milhares de vezes. Que tal?”

Imagino que seu amigo vai dizer, um tanto tristonho

“Poxa, que fantástico, mas eu não sei fazer isso. Não sei como criar um curso online, produzir vídeo-aulas, publicar, botar a venda, promover, nada! ”

E aí você vai dizer:

“Mas eu sei! E posso ajudar você nisso.”

Vamos fazer juntos o seu curso online?

Obviamente que seu amigo vai ficar encantado com a ideia.

E aí eu já imagino que você deve estar se perguntando…

“Mas Bruno, além de não ter conhecimento para vender nem me sentir pronto para ensinar nada pra ninguém, como é que eu vou oferecer produção de cursos se eu também não sei nada sobre o assunto?”

É nesse ponto que quero chegar. O conhecimento que você precisa nesse caso é  apenas conhecimento técnico. Um conhecimento que se aprende facilmente em 2 a 3 meses. Independente da sua experiência, da sua formação, é um conhecimento que você pode aprender agora e em pouco tempo, estar capacitado para co-produzir cursos online!

Além disso, hoje através de sistemas como a Hotmart você pode colocar duas pessoas como produtoras de um mesmo curso online, definir qual a porcentagem que cada um vai levar em cada venda e o próprio sistema faz a divisão automaticamente, enviando para a conta de cada um a porcentagem acordada.

Por exemplo, se o combinado foi 50% pra cada um e o valor do curso for R$800, cada um vai receber R$ 400 em sua conta a cada venda. Se vocês fizerem 50 vendas, o que é plenamente possível perto do gigantesco mercado brasileiro, estamos falando de R$ 20 mil pra cada um.  

Por isso que eu digo que isso é um negócio do tipo ganha-ganha, pois se o seu amigo professor de violão não tivesse você para ajudá-lo a produzir e publicar um curso online, ele iria continuar ganhando a mesma merreca nas suas aulas presenciais para pouquíssimas pessoas, fora o trabalho enorme e cansativo que é ministrar aulas todos os dias.

E se não fosse o conhecimento em violão do seu amigo, você também não estaria ganhando nada por não ter esse conhecimento.

Por isso o que você precisa é apenas conhecimento técnico. E esse conhecimento técnico eu posso oferecer pra você.

Você pode adquirir agora esse conhecimento que levei 10 anos pra adquirir como empreendedor de cursos online. E montar o seu negócio de educação a distância, mesmo não sendo o professor.

Se você quer entrar para o lucrativo mercado dos cursos online como co-produtor de cursos, conheça a Série Empreender do projeto Viver de Curso.

Nessa série você irá conhecer os detalhes da criação de um curso, desde a concepção do projeto, produção de vídeos e publicação até o lançamento, anúncios, venda e pós-venda.

Conhecimentos fundamentais para a criação de qualquer curso, seja como professor ou como co-produtor.

Tenha o seu negócio próprio de educação a distância, ganhando dinheiro com um trabalho de verdade e ajudando professores e profissionais liberais a levarem seus cursos presenciais para o online.

Basta entrar aqui e cadastrar o seu email para assistir as primeiras aulas gratuitamente, onde irei colocar você dentro do mercado lucrativo dos cursos online.

Até lá!

 

Compartilhar

Bruno Ávila é publicitário e pós-graduando em Marketing com ênfase em ambiente digital pela FGV Brasília. Abriu sua própria agência em 1997, atendendo grandes clientes brasileiros. De 2001 a 2003 foi diretor de criação web do Grupo de Comunicação O Povo. Foi ganhador de três prêmios IBest, maior prêmio da Internet brasileira. Há 10 anos dirige a Ávila EAD, empresa voltada para soluções em educação a distância. Ministra cursos específicos sobre Design, Publicidade e Empreendedorismo por onde já passaram mais de 10 mil alunos. Bruno é autor do livro "Quero ser um Web Designer", um guia para os que desejam iniciar no mercado de web design.

4 Comments
  • Edilson FRANCIONI Coelho
    12 de agosto de 2016 at 11:43

    Parabéns, Bruno, pela forma inovadora de abordar essa questão. Embora já soubesse a resposta, ela surpreendeu até a mim.

  • Mateus
    22 de outubro de 2016 at 22:51

    Olá Bruno! Sou músico, violonista e já tem um tempo que conheço seu trabalho. Tenho um grande projeto já iniciado de curso online. É um projeto grande em várias etapas. De uma olhada na plataforma que criei http://ead.mateusbustamante.com.br
    iniciei o projeto do zero em Maio e o lancei em Agosto. Não investi quase nada em propaganda. Já tenho uma lista de 280 cadastrados e uma conversão de quase 10%. É pouco, mas tendo em vista o pouco tempo e que quase nada foi investido acredito ser promissor. A questão é que sou músico e o tempo que tenho investido em aprender marketing digital um pouco de desenvolvimento comprometem meu trabalho de pesquisa criação e edição de conteúdos para os cursos.
    Estou te escrevendo porque estou a procura de uma parceiro no setor de marketing digital. Alguém que acredite em meu projeto, se aproprie dele é que tope empreender junto.
    Não sei se vc irá se interessar, mas estou na esperança que talvez conheça alguém. Acredito que o projeto é muito promissor. Penso num trabalho colaborativo com participação de ganho no lucro do empreendimento.

Escreva seu comentário