Top

Congresso Online ainda dá Resultado?

Uma pergunta muito interessante foi feita para a Carol Calaça no meu especial de fim de ano: se você fosse começar hoje, do zero, você começaria fazendo um congresso online para criar autoridade e ainda lucrar em cima disso? Ainda vale a pena? Essa estratégia ainda funciona?

Se você não sabe o que é um congresso online, nada mais é do que a transmissão pela internet de palestras gravadas em determinados horários, simulando um congresso ou um ciclo de palestras presenciais. Esses congressos contém programação como em qualquer evento e dezenas de palestrantes. Normalmente duram 1 semana. Os objetivos dessa estratégia são:

 

  1. Ganhar autoridade quando ninguém lhe conhece, principalmente se você conseguir colocar entre os palestrantes pessoas famosas do seu mercado, essa autoridade acaba respingando em você na seguinte metamensagem “Se esse zezinho conseguiu trazer esse grande nome do mercado para dentro de seu evento online, então esse zezinho deve ser um grande cara do mercado que eu ainda não conheço”
  2. Ganhar dinheiro já que pouquíssimas pessoas conseguirão estar em casa em todos os horários do dia para assistir a todas as palestras. Como a transmissão é feita apenas uma vez, a única chance de ver de novo é pagando para assistir na hora e dia que quiser.
  3. Formar lista de email. As pessoas para entrarem no congresso só precisarão cadastrar o email delas. Assim você já vai construir sua primeira lista.
  4. Você terá algo para promover, mesmo sem ainda ter o seu próprio produto, você terá um produto “feito pelos outros”, ou seja, feito de forma rápida e cômoda.

 

Para os palestrantes, a vantagem é se apresentar para um grande público específico e ganhar uma comissão a cada venda do acesso vip a todas as palestras partindo da lista de emails dele.

SÓ QUE…

Antes que você fique animado com essa estratégia, caso tenha conhecido agora, ouça só o que a Caroline Calaça, coach e professora online assim como eu, tem a nos dizer sobre isso. Essa estratégia ainda tá valendo ou não?

Com a palavra, Caroline Calaça!

Compartilhar

Bruno Ávila é publicitário e pós-graduando em Marketing com ênfase em ambiente digital pela FGV Brasília. Abriu sua própria agência em 1997, atendendo grandes clientes brasileiros. De 2001 a 2003 foi diretor de criação web do Grupo de Comunicação O Povo. Foi ganhador de três prêmios IBest, maior prêmio da Internet brasileira. Há 10 anos dirige a Ávila EAD, empresa voltada para soluções em educação a distância. Ministra cursos específicos sobre Design, Publicidade e Empreendedorismo por onde já passaram mais de 10 mil alunos. Bruno é autor do livro "Quero ser um Web Designer", um guia para os que desejam iniciar no mercado de web design.

2 Comments
  • James
    9 de janeiro de 2017 at 20:37

    Tem algo de errado Bruno, em pegar uma ideia já criada e inovar ela deixando melhor?

Escreva seu comentário