Top

A história de Murilo Gun (Part. Especial: Bel Pesce)

Hoje trago para você mais um episódio de Vivendo na Rede com uma história fascinante. A história do Murilo.

Com 14 anos de idade, Murilo já demonstrava que não queria ser só mais um nesse planeta. Deixou o sobrenome Dantas de lado e escolheu “Gun”, “pois um Murilo com Gun de sobrenome não existia nenhum outro no mundo, papai!”.

IMG_9396

E foi adolescente e com essa visão incomum que Gun abriu sua  primeira empresa: uma agência de criação de sites que chegou a ter 40 funcionários. Até livro sobre o assunto escreveu.  Mas em 2006, Murilo largou a vida de empresário e resolveu virar comediante (?!) sem nunca ter contado uma piada na vida. Entrou no mundo do stand-up, lotou teatros por todo o Brasil, apresentou programas de TV, esteve ao lado de grandes humoristas até que em 2013 se esbarrou com a educação a distância e o marketing digital.

Hoje Murilo Gun se vê diante de um novo desafio: transformar a educação brasileira trazendo toda sua bagagem de entretenimento, humor, empreendedorismo e criatividade .

Seus primeiros cursos online já demonstraram que ele está no caminho certo. Na sua turma mais recente do curso “Reaprendizagem Criativa”, as inscrições foram encerradas em apenas 2 horas por terem atingindo o número máximo de alunos.

Tive o prazer de gravar essa entrevista no apartamento do Murilo em São Paulo. Envolto de paredes rabiscadas e cheias de post-its, entre os choros de sua linda filha Valentina e os aviões que decolavam do aeroporto de Congonhas, Murilo Gun nos brindou com uma verdadeira aula de empreendedorismo, marketing e sobretudo educação.

IMG_9391

Nessa entrevista você vai ouvir Murilo Gun dizendo que:

“Todos falam de funil de vendas. Mas para mim o que interessa é um outro funil. O funil de transformação”

“Em eventos sobre cursos online e marketing digital, não vejo nenhum educador subindo no palco. O marketing é importante. Mas a educação também. E eu não sou um profissional de marketing. Somos profissionais de educação, brother!”

“Eu não estouro o champanhe quando fecho as vendas do meu curso. Eu estouro o champanhe quando vejo quantos alunos se transformaram após a publicação da última aula do curso.”

“Nós nascemos fora da caixa. E ao longo da vida somos convidados forçadamente a entrar na caixa. Na caixa dos padrões. E isso é um erro. Precisamos revisitar nossos tempos infantis e, mesmo adultos, pensarmos com a mesma criatividade e imaginação de uma criança.”

IMG_9411

E pra quebrar a tomateira, Bel Pesce invadiu nossa entrevista e falou um pouco sobre autoridade, usando o Murilo Gun como exemplo a ser seguido.

Bem, dito isto, agora com vocês, a entrevista com Murilo Gun (com participação especial e inusitada de Bel Pesce)!

Para o alto e Avante, papai!

 

Receba regularmente vídeos e textos sobre empreendedorismo digital e gestão de cursos online. E ainda receba gratuitamente o ebook…




 

Bruno Ávila (72 Posts)

Bruno Ávila é publicitário e pós-graduando em Marketing com ênfase em ambiente digital pela FGV Brasília. Abriu sua própria agência em 1997, atendendo grandes clientes brasileiros. De 2001 a 2003 foi diretor de criação web do Grupo de Comunicação O Povo. Foi ganhador de três prêmios IBest, maior prêmio da Internet brasileira. Há 10 anos dirige a Ávila EAD, empresa voltada para soluções em educação a distância. Ministra cursos específicos sobre Design, Publicidade e Empreendedorismo por onde já passaram mais de 10 mil alunos. Bruno é autor do livro "Quero ser um Web Designer", um guia para os que desejam iniciar no mercado de web design.


Compartilhar

Bruno Ávila é publicitário e pós-graduando em Marketing com ênfase em ambiente digital pela FGV Brasília. Abriu sua própria agência em 1997, atendendo grandes clientes brasileiros. De 2001 a 2003 foi diretor de criação web do Grupo de Comunicação O Povo. Foi ganhador de três prêmios IBest, maior prêmio da Internet brasileira. Há 10 anos dirige a Ávila EAD, empresa voltada para soluções em educação a distância. Ministra cursos específicos sobre Design, Publicidade e Empreendedorismo por onde já passaram mais de 10 mil alunos. Bruno é autor do livro "Quero ser um Web Designer", um guia para os que desejam iniciar no mercado de web design.

41 Comments
  • Jorge Luiz Daun
    11 de fevereiro de 2016 at 19:22

    Educação é transformação…

  • Alexandre Magno
    11 de fevereiro de 2016 at 19:44

    Sensacional, conhecimento sempre a mil.
    Sucesso aos dois!
    Abraços.

  • Adriano Cruz
    11 de fevereiro de 2016 at 20:03

    Show!!! Parabéns pela excelente entrevista. Realmente o Murilo Gun é um cara diferenciado. Não é papai??
    De uma forma simples, com uma abordagem direta passou uma lição para todos…

  • Ivanberg Moreira
    11 de fevereiro de 2016 at 20:14

    Quando junta Tio Bruno Ávila, Murilo Gun (HardWordPapai) e Bel Pesce (A Menina do Vale), pode assistir que é certeza de algo mais do que bom!
    Sucesso!

  • Junior
    11 de fevereiro de 2016 at 20:21

    Parabéns!! Muito bom, vocês três são demais!

  • francisco sampaio
    11 de fevereiro de 2016 at 20:26

    Parabéns, Bruno! Foi excelente a entrevista com o Murilo. Nem senti o tempo passar de tão legal que foi.

  • Arnaldo Almeida
    11 de fevereiro de 2016 at 20:26

    Massa Brunão!!! Você mitou agora com essa entrevista. Dois pioneiros na internet no Brasil, você e o Gun e com uma pitada feminina do que é hoje considerada o Murilo Gun de calcinha, a pequena gigante Bel Pesce. Show! Parabéns! Abração!

  • MAIK JUNIOR DOS SANTOS
    11 de fevereiro de 2016 at 20:59

    Olá Bruno Boa noite é um prazer assistir mais um dos seus vídeos com estas pessoas fora de série que é o Gun e a a Bel e gosto dos três. Mais vou indagar a teoria do Murilo eu não sou produtor digital ainda e não sei se um dia serei mais e ele meio que disse que apenas algumas pessoas ensinam marketing digital como Conhado, Érico e outros e que os demais não educam. Eu não acredito nisto pois qualquer curso que seja é um meio de educar é uma material para esta finalidade independente do tema. Se apenas ensina a usar as ferramentas do marketing digital como ferramenta para ganhar dinheiro isto não quer dizer que não está educando. Na realidade é a constituição de uma nova matéria. Na escola mesmo sendo um âmbito educacional ensina-se a ganhar dinheiro apreendo sobre números, o português e todas estas matérias se difundem em uma específica mais é encontrada em todas parte uma das outras o conhecimento fragmentado. O português como se escreve e nos permite compreender outras disciplinas assim como os números que estão na física, química e outras demais não podem ser vistas somente como ferramentas mais parte de um todo que nos ajuda a compreender outros meios. Não se pode dizer que forma de educar é motivo dela não acontecer porque a ciência, o conhecimento é único e que acontece é que uma só pessoa não tem capacidade de ensiná-las tudo sozinho daí advém a fragmentação em disciplinas e como é transmitido é só uma forma. Quanto a transformação ele tem razão que limitando os alunos ele consegue transformar mais as pessoas tem mais contato mais isto não significa que com um número maior não seja igual. Quando entramos em uma sala de aula a as pessoas que sentam na primeira carteira e isto não significa que querem aprender mais ou sim, a transformação não está associada ao número em si porquê impacto não quantitativo é muito mais o que ele o Gun disse é mindset como as pessoas recebem as coisas. Contudo se ele focar na limpeza de maus habitos crenças que as pessoas tem e conseguir extingui-las em um público grande ele terá o mesmo sucesso de um pequeno. Não adianta está com dez pessoas vamos dizer com preconceitos dentro de uma sala que não vai receber a informação da forma que ele deseja. Com cem a probabilidade de ter mais pessoas preparadas é maior considerando que nem todo mundo absorve conhecimento no mesmo tempo ainda que o grupo seja reduzido. Ser transformado está mais ligado ao fato do quanto a pessoas deseja e se esforça pra isto do que da informação que está sendo passada em si. ( A Bel Faz muitas coisas eu vou para de seguir ela, ela me desestimula eu não consigo fazer tudo o que ela faz). ao inves de COMO É QUE FAÇO PARA SER TÃO PRODUTIVA COMO ELA. É isto aí sucesso.

    • Murilo Gun
      11 de fevereiro de 2016 at 21:59

      Eu não disse o que vc disse que eu meio que disse 😉

      • Tiago Martins
        12 de fevereiro de 2016 at 02:20

        Murilo Você é o cara! Parabéns

      • Rafael Braga
        12 de fevereiro de 2016 at 06:13

        Você ganhou um fã e um comprador com essa sua resposta humilde 🙂

  • Jhonata
    11 de fevereiro de 2016 at 21:12

    Caraca, curti d+ essa entrevista, parabéns bruno pelo diferencial de entrevistar pessoas que pensam fora da caixa realmente. como o Jorge acima disse: Educação é transformação!

  • Serge
    11 de fevereiro de 2016 at 21:21

    Sensacional, Bruno e Murilo!

    Compartilho muito da visão de vocês! Também tenho me dedicado a “aprender a ensinar” com meus alunos do Marketing4Nerds. Já comprei cursos caros nesse mundo de Marketing Digital com pessoas supostamente “TOP” com organização e didática HORRÍVEIS. Alguns deles fazem de tudo pra gente ga$tar o dinheiro e depois nos abandonam ao relento.

    Vai aqui dica de 5 livrinhos relacionados de alguma forma ao assunto, que li recentemente e que tem contribuído pra eu entregar uma melhor experiência aos meus alunos:
    – Teach and Grow Rich, de Danny Iny
    – Learning 3.0, Alexandre Magno
    – Sem Treino Não Se Ganha Jogo, Doug Lemov
    – Tribos, Seth Godin
    – Delivering Happiness, Toni Hsieh

    Se Murilo puder postar algumas dicas de livros, ficarei muito agradecido!

  • Lilian Santos
    11 de fevereiro de 2016 at 21:33

    Meu, essa entrevista foi uma aula!
    Certa vez, vi uma palestra do Marcelo TAS apresentada em MG, na cidade de Sete Lagoas ( via YouTube), e ele mostrou uma foto da sala de aula da época, e se olhamos hj, praticamente nada, ou muito pouco mudou!
    E este é exatamente um dos pontos que também precisa de transformação. Ta Tudo muito ” quadrado” dentro da caixa, mas ainda bem que pessoas fantásticas, como o Gun, estão começando a mudar a realidade atual.
    Para o alto e avante!

  • Rose
    11 de fevereiro de 2016 at 22:03

    muito bom a entrevista, o Murilo é demais mesmo

  • Ronaldo Hofmeister
    11 de fevereiro de 2016 at 22:36

    Meu negócio é educação. Logo a educação personalizada também será escalável. Cada aluno terá seu próprio conteúdo de forma adaptativa. Também acredito em ensino blended. Excelente entrevista.

  • Mauro Nogueira
    11 de fevereiro de 2016 at 22:57

    Parabéns Bruno, grato por fazer um trabalho tão legal e relevante.

  • Murillo Cabral
    11 de fevereiro de 2016 at 23:03

    Caraaaaaalho Veeeelho! Muito TOP!

  • Matheus Vieira
    11 de fevereiro de 2016 at 23:05

    Murilo Gun sempre irreverente. Acredito na mudança e desenvolvimento da educação no Brasil. Transformar é a palavra de ordem. E as ferramentas estão na nossa mão para conseguir impactar o máximo, com qualidade. Sem dúvidas o Marketing Digital é uma das ferramentas a ser considerada.
    Abraços.

  • Nixon Almeida
    11 de fevereiro de 2016 at 23:13

    Pô cara!!! Essa foi uma das melhores entrevistas que eu já assisti!!!
    Parabéns a vocês três! Que conteúdo excelente!!!

  • Tiago Martins
    12 de fevereiro de 2016 at 02:21

    Obrigado Bruno! Simplesmente Incrível essa entrevista, abriu minha mente em diversos aspectos.

  • Santino
    12 de fevereiro de 2016 at 03:00

    Cara , esses caras são destravados , dá vontade de chorar e bater a testa na parede!!!

  • Eduardo Moura Carmo
    12 de fevereiro de 2016 at 07:58

    Foda! Boa Bruno!
    Mais que uma entrevista, foi uma conversa, um bate-papo agradável e com um conteúdo show!
    Parabéns pelo projeto como um todo! E essa de hoje foi pra consagrar mesmo!
    Abraços!

  • Professor Serginho Aragao
    12 de fevereiro de 2016 at 11:59

    Bate papo como esse faz minha mente ficar doida pra sair voando.
    Valeu pela conversa.
    🙂

  • Henrique Prates
    12 de fevereiro de 2016 at 12:54

    Espetacular, acompanho os 3 e acho o máximo toda essa interação.

  • Sandra Pereira
    12 de fevereiro de 2016 at 15:00

    Fantástico!
    Adorei a reflexão sobre a questão do aprendizado on line e o presencial e qual seria o equilíbrio ideal para o melhor resultado.
    Sou fã do mundo digital, pela facilidade, a não existência de fronteiras e o grande número de pessoas que podem ser atendidas. Mas também sei que existe uma energia humana diferente que rola no encontro presencial, que, principalmente no âmbito da criatividade, é altamente transformadora. Entendo que o exagero hoje do uso do digital irá naturalmente se equilibrar com o tempo, pois haverá uma saturação das pessoas sobre isso. Inclusive, acho que já está acontecendo. Somente quem realmente tem conteúdo, autoridade e integridade terá no mundo digital um aliado, mas somente isso, mais uma ferramenta, um canal…poderoso, mas limitado às suas características próprias. Obrigada Murilo por trazer sempre esse olhar diferenciado e desperto. Show essa entrevista!

  • Carlos Henrique Mora
    12 de fevereiro de 2016 at 16:02

    Excelente e produtiva conversa, como todas as que você faz Bruno.
    Muito bem selecionada e conduzida.

  • Marcelo
    12 de fevereiro de 2016 at 18:25

    Sensacional!!! Esse vídeo poderia ter mais duas horas fácil!!!

  • marcos
    12 de fevereiro de 2016 at 20:03

    O discurso é mudar a forma de pensar e sair da caixa, mas as palavras são as mesmas que tenho escutado nos últimos meses.
    O que realmente há de diferente nisso?

  • André Ferreira
    12 de fevereiro de 2016 at 20:23

    Excelente bate-papo! O cara é inteligente, ótimo insight dele!
    Parabéns pela entrevista Bruno.

  • Guilherme Amarino
    12 de fevereiro de 2016 at 21:00

    Um dia desses eu estava pensando, após assistir o Bruno entrevistando o Conrado Adolpho, “e se o Bruno Avila entrevistasse pessoas como o Murilo Gun”, depois pensei: “e se entrevistasse também a Bel Pesce”. kkkkkkkk Ai essa semana me deparo no facebook no feed o informativo da entrevista com o Gun e participação da Pesce. O Bruno não está de brincadeira na tomateira! rsrsrsrs

  • WAGNER BUTER
    12 de fevereiro de 2016 at 21:15

    Simplesmente …. impactante e hiper mega bem humorado…..
    Parabens Bruno Ávila e Murilo Gun…..vc são demais….

  • Edson thiago
    12 de fevereiro de 2016 at 22:54

    Compartilhar conhecimento transforma porque conhecimento é poder expanda sua mente e veja o mundo com outros olhos !! let’s go believe !!!!

  • Claudeilton Dantas
    12 de fevereiro de 2016 at 23:00

    Acompanho esse fera(sem puxar o saco!) Murilo, e vendo esse papo muito show de bola, quase que não acredito, pois pegar dois caras fodas e colocar para bater um papo é muito foda! Parabéns.

  • Ramon Chiara
    12 de fevereiro de 2016 at 23:17

    Excelente entrevista!
    Tio Bruno se superando e trazendo para nós o que há de melhor!
    Que vontade de estar no meio de vocês! Olha aí uma sugestão: um evento presencial com todos vocês; nada de palestra, apenas bate-papo! 🙂
    Que possamos fazer por merecer!
    O Brasil precisa de mais pessoas como vocês e, com certeza, cada um está ajudando a transformar mais pessoas em pessoas que o Brasil precisa! 😉
    []s

  • Jérôme Guinet
    13 de fevereiro de 2016 at 09:59

    Muito boa entrevista. Inclusive cheia de surpresas agradáveis!

  • Juliana
    13 de fevereiro de 2016 at 15:21

    Excelente entrevista! Obrigada!

  • Amanda Luz
    13 de fevereiro de 2016 at 23:41

    Sensacional, excelente entrevista…muito, mais muito mesmo…Um conteúdo desse nível faz a gente pirar!

    Para o alto e avante!

  • Diego Tardin
    15 de fevereiro de 2016 at 09:32

    Murilo, tenho interesse em trabalhar com educação e você já transformou minha vida só com este vídeo! E eu nem tinha entrado no funil de vendas ainda… Parabéns por tudo que você conseguiu, um abraço.

  • Elder Cristhian Formigoni
    16 de fevereiro de 2016 at 07:12

    Entrevista transformadora! Parabéns Bruno e Murilo!

Escreva seu comentário